Teve o seu Paço Árabe, relacionado com a lenda Aloazar Abderraman, cuja formosa irmã, Gaya, o Rei Ramiro das Astúrias teria roubado. Crê-se, de acordo com estudos feitos, que este Paço esteve erigido no local onde se situou a Quinta das Pedras, hoje Bairro das Pedras. Em tempos, este local serviu igualmente de instalação de bateria dos Miguelistas, para bombardear o Mosteiro da Serra do Pilar, os quais se serviram das pedras lavradas existentes, muito provavelmente, pertencentes ao Paço. Ainda hoje existem na actual Quinta, pedras lavradas, motivo de outros estudos.

A questão de Mafamude, porém, prende-se com a localização precisa do Porto, tendo João Pedro Ribeiro afirmado que a povoação de Portugal ou Porto, no
século I, não se situava a norte, como actualmente, mas a sul do rio Douro confinando pelo nascente com Mafamude, pelo poente com Coimbrões, reduzindo a actual Gaia à antiga Cale. Para completar o que fica dito, Armando de Matos diz igualmente que "é hoje axioma histórico que o primitivo lugar da cidade do Porto foi em Gaia e que dali passou para a margem oposta.".

Fica portanto fora de duvida que a moderna cidade de Vila Nova de Gaia, foi uma cidade antiquíssima, situada nos terrenos actuais de Mafamude. D. Afonso II chamava-lhe continuamente "Mea Villa Nova da Gaia e sedis Portucalensis", na carta régia que regulava a administração de uma localidade que lhe deu em 1255.

População

Número de Residentes: cerca de 37.900 habitantes.

Número de Eleitores Recenseados: 31.385 eleitores.

Em busca de melhores condições de vida, alguns destes habitantes emigraram para França, Alemanha e Suíça, entre outros países. Porém, como não esquecem a sua terra natal, regressam todos os anos, investindo nas áreas de habitação e do comércio.

Agricultura

Cerca de 500 habitantes locais trabalham na agricultura, em pequenas terras para autoconsumo (90%) ou médias propriedades com rentabilidade (10%), produzindo batata, milho e hortaliças.

Tradições

Festas e Romarias:

São Gonçalo (primeiro domingo a seguir ao dia 10 de Janeiro),

São Cristóvão de Mafamude (primeiro fim de semana após o dia 26 de Julho),

Festas em honra de Santo Ovídio (primeiro fim de semana de Setembro).

Feiras:

Para além da feira que se realiza durante as festas em honra de Santo Ovídio, existe igualmente outra que se realiza semanalmente.

Danças e Cantares:

Malhão, Vira, Verde Gaio, Rusgas, Terreiro, entre outras Modas típicas das Terras de Santa Maria da Feira.

Trajes Característicos:

Trajes da Lavradeira, Fidalga da Quinta, da Feira, Domingueiro e de Campo.

Jogos e Brinquedos Tradicionais:

Jogo do Pau.

Gastronomia

Pratos Típicos: Gastronomia da Região do Douro Litoral.

Doces Regionais: Cavacas, Bonecos de Massa cobertos com açúcar e Doce Teixeira.

Artesanato

Artefactos em barro para Cascatas e Presépios que podem ser adquiridos nas feiras e romarias.